Tarifa da Celesc pode ter aumento médio de 5,63%

Resultado preliminar reflete, entre outras coisas, o uso de R$ 653 milhões em créditos tributários de PIS e Cofins

A proposta de revisão tarifária da Celesc Distribuição vai entrar em consulta pública nesta quarta-feira, 26 de maio. Ela prevê aumento médio de 5,63%, sendo de 2,82%, em média, para os consumidores conectados em alta tensão e 7,21%, em média, para os de baixa tensão.

O resultado preliminar reflete, entre outras coisas, o uso de R$ 653 milhões em créditos tributários de PIS e Cofins, que serão usados para abater no valor da tarifa.

A Agência Nacional de Energia Elétrica vai receber contribuições até 9 de julho, com reunião virtual marcada para 10 de junho. O resultado final da revisão da distribuidora de Santa Catarina será aplicado a partir de 22 de agosto.