Enel lança Chamada Pública de projetos de eficiência energética

Ao todo, serão disponibilizados R$ 29 milhões pelas distribuidoras do Ceará, Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro

A Enel Brasil lançou este mês a Chamada Pública de Projetos (CPP 2021) de eficiência energética. A iniciativa disponibiliza aos clientes da concessionária de energia elétrica a oportunidade de apresentarem projetos com foco no consumo eficiente de energia elétrica. Ao todo, serão disponibilizados R$ 29 milhões, sendo R$ 8,75 milhões para iniciativas de Iluminação Pública e R$ 20,25 milhões para projetos de outras tipologias.

As inscrições dos projetos podem ser feitas até o dia 17 de novembro de 2021. O edital está disponível para consulta dos consumidores interessados no site da CPP, que tem um link direcionando para cada uma das quatro concessionárias da Enel no Brasil. A Chamada Pública, financiada com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Aneel, torna mais transparente e democrático o processo de escolha dos projetos e obras a serem implantados pelo programa.

Poderão participar da CPP 2021 clientes das classes comercial, industrial, residencial, poder público, serviço público e iluminação pública, referentes aos seguintes temas: troca de equipamentos por modelos mais eficientes, modernização de sistemas motrizes, instalação de aquecedores solares e sistemas fotovoltaicos, modernização de sistemas de iluminação e refrigeração, entre outros.

A companhia informou que a seleção das propostas da Chamada Pública passará por análise e classificação dos projetos, que levará em conta a documentação obrigatória requerida, a qualidade das iniciativas, desenvolvimento da proposta e ações inovadoras, além da pontuação atingida de acordo com os critérios estabelecidos e divulgados no edital. A classificação dos projetos habilitados segue metodologia definida pela Aneel, por meio de uma Comissão Julgadora, que irá analisar e pontuar os projetos submetidos de acordo com os critérios estabelecidos em edital. Neste ano, os projetos também receberão pontuação relacionada ao tema da Economia Circular.