Energisa Tocantins terá reajuste médio de 14,78%

Na baixa tensão, impacto será de 14,53% e na alta tensão, de 15,85%

As tarifas da Energisa Tocantins terão um reajuste médio de 14,78%. A Agência Nacional de Energia Elétrica definiu o valor em reunião da diretoria realizada nesta terça-feira, 28 de junho. O impacto nos consumidores de baixa tensão será de 14,53% e na alta tensão, de 15,85%. A tarifa deverá ser aplicada a partir do dia 4 de julho. A distribuidora possui 627 mil unidades e teve faturamento de R$ 1,4 bilhão em 2021.

Dento do efeito médio de 14,78%, a parcela A somou 9,1%, e a Parcela B, 5,87%. Os componentes financeiros recuaram 3,84% e a retirada dos financeiros anteriores trouxe adição de 3,34% ao cálculo. Na composição da tarifa, o custo de distribuição é 34,9% e os tributos 26,1%. O custo da energia é de 26,6% e os encargos setoriais pesam 7% na tarifa, além de 4,9% de custos de transporte e 7% em encargos setoriais.