STJ vai alugar usina solar de 3,7 MWp em Brasília

Consórcio formado pela Quantum Solar e Soliker vai alocar 8 mil módulos fotovoltaicos e infraestrutura completa para o projeto “Sol da Justiça”, num contrato com 16 anos de validade

O Consórcio Sol da Justiça, formado pela empresa catarinense Quantum Solar e a espanhola sediada em Brasília Soliker Energia, venceu o pregão eletrônico do tipo menor preço realizado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) para fornecer uma usina fotovoltaica em forma de Locação de Sistema de Geração Distribuída (SGD) em Brasília (DF), com capacidade de produzir e injetar energia no sistema de compensação, na categoria minigeração.

Segundo o presidente do Grupo Quantum Engenharia, o contrato de 16 anos prevê a instalação de uma central de 3,70 Mwp com fornecimento aproximado de 8.000 módulos e 7.000 MWh ao ano, além de toda infraestrutura, equipamentos, periféricos e os acessórios que se forem necessários, como estruturas para cercamento, sistemas de segurança infraestrutura civil e melhorias requeridas pelos diversos órgãos reguladores e ambientais.