BNDES aprova financiamento de R$ 529 milhões para o complexo solar Pirapora

Linha é o primeiro empréstimo feito a um projeto da fonte pelo banco. Empreendimento tem 150 MW de capacidade instalada em MG

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social aprovou seu primeiro empréstimo para um projeto de energia solar. O complexo solar Pirapora, pertencente a EDF Energie Nouvelles e Canadian Solar, vai receber R$ 529,039 milhões. O empreendimento, localizado no município de Pirapora (MG), terá 150 MW de capacidade instalada e potência fotovoltaica de 191 MWp. O projeto é composto por cinco usinas de 30 MW cada.

A Canadian Solar vai fornecer, em parceria com Flextronics, a partir da fábrica recém inaugurada em Soracaba (SP), os painéis solares do empreendimento. A construção das instalações vai gerar 1.381 empregos diretos e indiretos. O complexo, que vendeu energia no leilão de Energia de Reserva de agosto de 2015, deve começar a fornecer para o sistema em agosto deste ano. O projeto comercializou 42 MW médios, a uma tarifa média de R$ 298,58/MWh. As obras foram iniciadas em outubro de 2016.

O financiamento do BNDES será integralmente em TJLP. Considerando o montante previsto de emissão de debêntures incentivadas de infraestrutura, no valor de até R$ 220 milhões, a alavancagem total do projeto alcançará 79,6% do total dos investimentos previstos. Foi incluído ainda o subcrédito, de R$ 2,6 milhões, destinado a investimentos sociais no âmbito da comunidade em projetos diversos daqueles previstos no licenciamento ambiental.

O complexo ficará em uma área plana de 400 hectares próxima ao Rio São Francisco. Ele contará com 594.750 módulos, composto por 72 células cada. As usinas compartilharão uma mesma subestação elevadora e uma linha de transmissão de 138 kV, de 10,37 quilômetros, que ligará os parques até a subestação Pirapora.