Eletricidade e gás investiram R$ 1,8 bilhão na Bahia no primeiro semestre do ano

Empreendimentos eólicos puxam investimentos. Setor deve ser responsável por 70% dos investimentos no estado

O segmento de eletricidade e gás foi responsável pelo maior volume de recursos aplicados no estado da Bahia no primeiro semestre de 2019. Foram investidos R$ 1,8 bilhão na entrada em operação de 20 parques eólicos. Os dados estão no balanço divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e são resultado de acompanhamento da secretaria junto às empresas que assinam protocolos de intenções com o Governo do Estado. No total do semestre para todos os setores, foram 31 empreendimentos implantados, responsáveis pelo investimento de R$ 2,5 bilhões e geração de 5,4 mil empregos diretos.

Ainda de acordo com a secretaria, no primeiro semestre, foram assinados 50 protocolos de intenções, nos mais variados setores econômicos, com previsão de R$ 2,3 bilhões em investimentos. Eletricidade e gás também é destaque no volume de investimentos, com 70% do total previsto para o estado.

A previsão é de até dezembro de 2021 gerar 20,6 mil empregos diretos, por  meio de 224 empreendimentos que devem ser implantados no estado em várias áreas, com investimentos de R$ 13,5 bilhões. Os segmentos que se destacam na previsão de volume de investimentos e empregos novamente são eletricidade e gás, com R$ 8,3 bilhões e 4 mil empregos, e minerais não metálicos, com R$ 1,6 bilhão e 2,4 mil empregos.  O setor de comércio e serviços gerou o maior número de empregos, com 2,8 mil vagas diretas, com destaque para a entrada em operação de centro de distribuição em Simões Filho.