Parque solar da Powertis vai ter investimentos de R$ 800 milhões

Viabilizado no último leilão A-6, complexo Graviola fica localizado no Piauí e vai gerar quatro mil empregos

Com o complexo solar Graviola, a Powertis foi uma das vendedoras do leilão A-6 realizado no último mês de outubro. O projeto, que foi viabilizado com preços médio de R$ 84/MWh, é composto por quatro usinas de 99,8 MW, tem 400 MW de potência e fica localizado na cidade de São João do Piauí. Com investimentos em torno de R$ 800 milhões, a energia gerada vai ser suficiente para abastecer 300 mil casas. Powertis é uma empresa ligada à Soltec Trackers, empresa sediada em Múrcia, na Espanha, que se dedica à fabricação de trackers solares.

De acordo com o CEO da Powertis, Pablo Otín, ao viabilizar o parque a empresa garante a sua posição no mercado latino-americano, com grandes plantas solares nos estados de São Paulo e Minas Gerais. Com sede em Madri, na Espanha, a Powertis já conta com mais de 1,5 GW em projetos fotovoltaicos no Brasil depois desse leilão. Ela também conta com um portfólio de projetos na Espanha que superam os 950 MW.

A construção do parque vai gerar mais de quatro mil empregos diretos e indiretos durante as fases de instalação e construção. Elas vão ser complementadas com mais de 160 postos de trabalho permanentes diretos e indiretos durante o período de operação do complexo solar.  A Soltec vai ser a responsável por fornecer os trackers em todas as plantas. A operação começa em 2023 e as usinas terão financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e do Banco do Nordeste.