Projetos em SP e MS são classificados como prioritários

Distribuidora que atende SP e MS prevê investimentos de R$ 580 milhões no ano. Eólicas também são aprovadas na Bahia

O Ministério de Minas e Energia aprovou como prioritário o programa de investimentos da subsidiária do Grupo Neoenergia nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, a Elektro, e que visa a modernização e expansão da rede de distribuição energética das respectivas regiões. O aporte planejado pela concessionária para 2020 é de pouco mais de R$ 580 milhões, cerca de R$ 3,4 milhões a mais do que o aplicado no ano passado, quando a soma chegou a R$ 577 milhões.

Com a declaração, a distribuidora poderá realizar a emissão de debêntures de infraestrutura como fonte de recursos para os projetos, com vantagens fiscais aos investidores. Esses ativos não poderão ser obras do Luz para Todos e financiadas por terceiros.

Outro provimento do MME foi para a empresa Jardim Botânico Geração de Energia e Participações, dona da Eólica SDB B, empresa responsável pelas centrais eólicas Serra da Babilônia B e D, cada uma com 28,8 MW de capacidade instaladas e constituídas por seis aerogeradores e sistema de transmissão de interesse restrito. As obras  acontecem na Bahia e têm conclusão prevista para janeiro de 2021.