Wärtsilä fecha contrato para converter térmica para gás natural

Atualização aumentará a potencia da usina de 85 MW para 92 MW

A fabricante Wärtsilä assinou um contrato para converter uma térmica para operar 100% com gás natural, aumentando a potencia de 85 MW para 92 MW. A conversão vai reduzir custo operacional e impacto ao meio ambiente. O contrato foi assinado com a Companhia Energética Manauara em julho de 2020.

O serviço envolverá a conversão dos cinco motores de combustão dual Wärtsilä 46GD existentes em cinco motores a gás Wärtsilä 50SG, junto com as atualizações de sistema comuns necessárias.

A melhora da performance aumentará a competitividade. Com a conversão, as duas companhias firmaram um contrato de serviço de manutenção e operação por 10 anos. O contrato de serviço tem garantias de desempenho da usina relacionadas à taxa de calor, capacidade elétrica, consumo de óleo lubrificante, consumo de peças de reposição e disponibilidade da usina.

“Nosso compromisso com a sustentabilidade ambiental se reflete neste projeto de conversão e estamos orgulhosos de reduzir nossa pegada de carbono. A conversão dos motores a gás atende às preocupações da empresa em gerar energia com o menor impacto ambiental possível. Ao mesmo tempo, estaremos reduzindo nossos custos e melhorando nosso desempenho econômico. A conversão contribuirá para a redução dos gastos com energia elétrica de todos os brasileiros, pois eliminará o consumo de óleo pesado (OCA1) e o correspondente reembolso pela Conta Nacional de Consumo de Combustíveis (CCC) ”, afirma Bruno Menezes, diretor operacional da Companhia Energética Manauara .

Adriano Marcolino, Gerente de Desenvolvimento de Negócios da Wärtsilä Energy, comentou: “Este projeto coroa uma relação de cooperação de longo prazo desenvolvida com a Manauara nos últimos 15 anos. Com este projeto de conversão de gás, esperamos apoiar as perspectivas de expansão de negócios do cliente, enquanto também desenvolvemos nossos serviços para motores a gás. ”

O uso de gás natural combustível reduzirá a pegada ambiental da planta em aproximadamente 10 por cento, representando cerca de 35.000 toneladas métricas de dióxido de carbono equivalente (MTCDE) / ano. Isso é o equivalente à poluição de cerca de 7600 carros.

A conversão está programada para ser totalmente concluída no início de 2022. A Wärtsilä já concluiu com sucesso uma série de projetos de conversão de gás envolvendo mais de 100 motores a gás Wärtsilä e totalizando mais de 1,2 GW de produção.