Aneel prorroga tarifas de cooperativas

Expectativa da Aneel é de que os nove processos de reajuste anual e os 12 de revisão tarifária periódica sejam aprovados já na reunião da próxima terça-feira, 6 de outubro

A Agência Nacional de Energia Elétrica prorrogou a vigência das tarifas de 21 cooperativas de eletrificação rural de Santa Catarina com aniversário contratual em 30 de setembro, até que sejam recalculados os índices que seriam aprovados esta semana. Quatro dessas permissionárias de distribuição solicitaram acesso a recursos da Conta Covid,  o que exigirá o reprocessamento dos cálculos tarifários para ajuste de eventuais diferenças decorrentes da neutralização dos efeitos do empréstimo realizado pela Celesc sobre a tarifa de suprimento, no cálculo da retirada dos descontos tarifários.

O recálculo tarifário previsto para as cooperativas Anita Garibaldi (Cergal), Vale do Itariri (Cedri), Pioneira (Coopera) e São Ludgero (Cegero) será estendido a todas as demais, por uma questão de isonomia de tratamento. A expectativa da Aneel é de que os nove processos de reajuste anual e os 12 de revisão tarifária periódica sejam aprovados já na reunião da próxima terça-feira, 6 de outubro.

A agencia informou que os índices iniciais já haviam neutralizado, para fins de cálculo da retirada dos descontos tarifários, os impactos dos empréstimos da Conta-Covid solicitados diretamente pelas cooperativas. A neutralidade também dos efeitos indiretos da Conta-Covid, por meio do empréstimo contratado pela distribuidora supridora ,não tinha sido considerado até o pedido feito pelas quatro permissionárias.

O reprocessamento pode alterar o efeito médio dos processos tarifários, reduzindo a retirada dos descontos tarifários em alguns casos. Em outros, não haverá alteração.