Governo anuncia R$ 386 mi para levar energia solar a ilha do Marajó

Projeto prevê painéis fotovoltaicos e sistema de transmissão para comunidades isoladas em três municípios do arquipélago

O Governo Federal anunciou na última terça-feira, 20 de abril, que irá investir R$ 386 milhões para levar energia elétrica para comunidades isoladas de três dos 16 municípios do arquipélago do Marajó (PA). Os investimentos serão realizados pelo Ministério de Minas e Energia (MME), por meio do Programa Mais Luz para a Amazônia, que se integrou ao programa Abrace o Marajó, coordenado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH).

Nesta primeira etapa da iniciativa, cujo prazo de conclusão é dezembro de 2022, serão atendidas aproximadamente 50 mil pessoas dos municípios de Curralinho, Melgaço e Portel, por meio de redes de transmissão abastecidas por sistemas de geração solar.

Em nota, o ministro Bento Albuquerque (MME) declarou que a execução do programa dará fim a um período de “anos de exclusão elétrica” de parte da população marajoara.

“A chegada da energia elétrica permitirá o acesso aos demais serviços públicos, contribuindo de forma significativa para a redução da vulnerabilidade social e econômica na região e para o fortalecimento do exercício da cidadania, proporcionando maior bem-estar e dignidade para a vida dessas pessoas”, disse.