EDP executa projeto de usina solar para Claro

Com geração prevista de 6.540 MWh/ano, planta vai abastecer 110 unidades da operadora

A operadora Claro energizou mais uma usina solar no Distrito Federal. Responsável pela execução do projeto, a EDP, por meio da EDP Smart, divisão que reúne todo o portfólio de soluções em energia da companhia, será também a operadora da usina de geração distribuída.

Segundo a EDP, a usina, instalada em uma área de aproximadamente 6 hectares, possui 11.880 módulos fotovoltaicos com potências de 325Wp e 330Wp, além de 25 inversores, capazes de gerar 6.540 MWh/ano. Esta energia é equivalente ao consumo de 2.725 residências com uso médio anual de 2.400kWh. O empreendimento possibilitará abastecer 110 unidades da empresa de telecomunicações.

A planta integra o programa “A Energia da Claro”, lançado em 2017, que prioriza o uso de fontes renováveis e ações de proteção ao meio ambiente em todas as operações e instalações da empresa no Brasil. A iniciativa conta com usinas solares em vários estados, como Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e São Paulo, além de projetos em construção nas demais unidades federativas.

A EDP informou que este é o segundo projeto da empresa para a operadora no segmento de energia solar. Em junho de 2020, a empresa entregou para a Claro quatro usinas solares de geração distribuída. Os empreendimentos, localizados em uma área de 5,8 hectares no município de Taubaté (SP), têm capacidade instalada de mais de 4 megawatts-pico (MWp) e garantem o fornecimento de energia renovável a 516 unidades consumidoras da Claro no estado de São Paulo.