BNDES vai financiar R$ 189,9 mi para projeto de geração híbrida da joint venture VTRM

Recursos representam 80% do investimento total. Usina solar de 68,7 MW será instalada dentro do parque eólico Ventos do Piauí I

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou que aprovou financiamento de R$ 189,9 milhões para a implantação do primeiro parque híbrido de geração de energia elétrica, no Brasil, unindo duas fontes, a eólica e a solar. O projeto-piloto é da joint venture VTRM, formada pela Votorantim Energia e CPP Investments, e será implantado pela Sol do Piauí Geração de Energia Ltda, no município Curral Novo.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou recentemente a instalação da usina solar como projeto piloto, agregado ao parque eólico já existente. O investimento total para a realização do projeto é de R$ 237,4 milhões e o apoio do Banco, com recursos do BNDES Finem – Geração de Energia, representa 80% desse valor.

A produção da nova central geradora fotovoltaica que será instalada no Parque no Complexo Eólico Ventos do Piauí I, será de 68 MW. Ela irá se somar à geração de energia desse complexo eólico, que é de 205,8 MW e que está conectado ao SIN (Sistema Interligado Nacional) através da Subestação Curral Novo Piauí II.