Tarifas terão aumento de 18,98% em PE e de 19,88% em AL

Os reajustes da Neoenergia, da Equatorial e de quatro cooperativas de eletrificação foram aprovados nesta terça-feira, 26 de abril

As tarifas da Neoenergia Pernambuco ficarão em média 18,98% mais caras a partir de sexta-feira, 29 de abril, e as da Equatorial Alagoas terão aumento médio de 19,88% no próximo dia 3 de maio. Os reajustes foram aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira, 26, e refletem a pressão tarifária gerada pelas crises dos últimos dois anos.

A antiga Celpe fornece energia para 3,9 milhões de unidades consumidoras em Pernambuco. Para as que são atendidas em alta tensão, o impacto médio do processo tarifário será de 19,01%, enquanto os consumidores em baixa tensão pagarão em média 18,97% a mais. Os residenciais, que estão neste último grupo, terão aumento de 18,50%.

Para as 1,2 milhão de unidades consumidoras atendidas pela Equatorial Alagoas, o efeito médio a ser percebido será de 19,24% na alta tensão e de 20,13% na baixa tensão. Para residências, o impacto será de 19,89%.

Cooperativas

A Aneel também aprovou os reajustes anuais de quatro cooperativas de eletrificação rural com data de aniversário em 29 de abril de 2022. Confira os índices:

Permissionária Alta Tensão Baixa Tensão Efeito Médio Efeito B1
Ceres 22,98% 24,76% 24,56% 24,07%
Ceripa 7,83% 11,37% 9,92% 7,26%
Cerci 20,40% 20,81% 20,78% 20,18%
Ceral Araruama 20,18% 18,85% 19,07% 18,52%