Enel lança Chamada Pública de projeto de eficiência energética

No total, serão disponibilizados R$ 43 milhões para iniciativas propostas pelos consumidores das áreas de concessão das quatro distribuidoras da Enel

A Enel Brasil lançou nesta semana a Chamada Pública de Projetos (CPP 001/2022) para financiamento de projetos de eficiência energética nas quatro distribuidoras do grupo no país. Os clientes das companhias em São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás que atendam aos requisitos descritos no edital poderão realizar sua inscrição até o dia 21 de outubro para participar da seleção.

Financiada com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Aneel, a Chamada Pública irá disponibilizar R$ 43 milhões, sendo R$ 18,65 milhões para iniciativas de Iluminação Pública e R$ 24,65 milhões para projetos de outras tipologias. O edital está disponível para consulta dos consumidores interessados no site da CPP.

De acordo com a companhia, estão aptos a participar da CPP 01/2022 clientes das classes Comercial e Serviço, Industrial, Residencial, Poder Público, Serviço Público e Iluminação Pública que poderão submeter propostas de projetos referentes aos seguintes temas: troca de equipamentos por modelos mais eficientes, modernização de sistemas motrizes, instalação de aquecedores solares e sistemas fotovoltaicos, modernização de sistemas de iluminação e refrigeração, entre outros. A execução dos projetos selecionados está prevista para ocorrer entre os anos de 2023 e 2024.

A seleção das propostas de projetos da Chamada Pública passará por análise e classificação dos projetos, que levará em conta a documentação obrigatória requerida, a qualidade das iniciativas, desenvolvimento da proposta e ações inovadoras, além da pontuação atingida de acordo com os critérios estabelecidos e divulgados no edital. A classificação dos projetos habilitados segue metodologia definida pela Aneel, por meio de uma Comissão Julgadora, que irá analisar e pontuar os projetos submetidos de acordo com os critérios estabelecidos em edital. Os projetos também receberão pontuação relacionada ao tema da Economia Circular.