Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A FIT Energia e a Élis Energia firmaram um contrato de longo prazo para arrendamento de mais de 100 MWp de usinas da Élis por um período de 22 anos. As fazendas solares estão bem distribuídas pelo país, nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste.

A parceria estratégica permitirá à FIT atender ainda mais consumidores no país, reforçando seu compromisso com a transição da matriz energética para fontes de energia renovável. Segundo o CEO da FIT Energia, Bruno Menezes, esta é uma das grandes parcerias que a companhia está construindo no mercado, buscando nos consolidar, principalmente após a vinda do Santander, como um dos principais players do segmento. A companhia anunciou recentemente ao mercado a aquisição de seu controle societário pelo Santander Brasil. A entrada do Banco na FIT trará mais segurança para os investidores das usinas, que passarão a contar com a robustez financeira do Santander Brasil nestes contratos de longo prazo, e, por consequência, melhores condições de viabilização de suas fazendas solares.

O CEO da Élis, Pierre-Yves Mourgue, expressou sua satisfação com a assinatura deste contrato, afirmando que o objetivo é implementar 200 MWp até o final de 2024. “Ter um cliente com o porte da FIT, especialmente tendo o Santander como sócio, deixa a nossa tese ainda mais robusta e consolida a Élis Energia como um dos principais players no mercado de geração distribuída brasileiro”, disse.

Vale lembrar que a conclusão da operação estará sujeita ao cumprimento de determinadas condições suspensivas usuais em transações similares, incluindo a obtenção das autorizações regulatórias pertinentes.