A Cemig e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) assinaram um contrato na modalidade varejista do ambiente de contratação livre (ACL). O acordo vai fornecer energia limpa e renovável para 27 unidades consumidoras do TJMG, localizadas em diversas cidades do estado, gerando uma economia de mais de R$ 20 milhões.

A proposta da Cemig prevê que, durante a vigência do contrato, todas as unidades do TJMG migrem gradualmente, passando de 0,03 para 2,48 megawatts médios (MWm) até a fase final do acordo. Para o presidente da empresa, Reynaldo Passanezi Filho, o contrato com o tribunal no segmento varejista do ACL demonstra a solidez da companhia no mercado livre de energia e representa um passo importante para prospectar ainda mais clientes do poder público em Minas Gerais e em outros estados do país.

Recentemente, a Cemig também celebrou contratos no mercado livre de energia, segmento varejista, com grandes empresas de diversos setores, dentre eles entidades do setor público, transportadoras, supermercadistas, restaurantes, instituições de ensino, dentre outros.

Investimento com foco em Minas

Reynaldo Passanezi Filho também destaca que a Cemig está focada em Minas Gerais e realizando o maior plano de investimento da sua história, com a destinação de mais de R$ 35 bilhões no estado. Com esses recursos, estão sendo entregues 200 novas subestações e realizadas obras estruturantes que irão dar ainda mais confiabilidade ao sistema elétrico da companhia.