As tarifas da Neoenergia Pernambuco vão ter redução média de 2,69%, com impacto redutor médio de 2,85% para os consumidores conectados na alta tensão e de 2,63% para os que são atendidos em baixa tensão. As novas tarifas aprovadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica entram em vigor a partir de 29 de abril.

Um dos itens que contribuíram para o resultado do reajuste anual da distribuidora foram os custos de compra de energia, que tiveram queda de 3,95%. O impacto é associado principalmente à redução do montante de energia do contrato bilateral da distribuidora com a Termopernambuco, que tem preço médio de R$ 391,11/MWh e se encerra em 14 de maio.

A devolução de créditos de PIS e COFINS também contribuíram para a redução tarifaria em -3,71%. Foram devolvidos no processo tarifário de R$ 299,39 milhões aos consumidores.

A sobrecontratação de energia, de 22%, impactou o processo tarifário em 7,31%. A Aneel vai analisar as causas desse excedente e pode reverter o resultado para a modicidade tarifária, caso fique comprovado que a empresa não fez o máximo esforço para reduzir o total contratado acima da demanda do mercado.
A Neoenergia atende atende aproximadamente 4,05 milhões de unidades consumidoras em Pernambuco.

Cooperativas

A Aneel também aprovou o reajuste tarifário de quatro cooperativas de distribuição com aniversário contratual em 29 de abril. Confira os índices:

-Cooperativa de Eletrificação Rural de Resende Ltda. – Ceres: aumento médio de 11,93%, com efeito médio de 20,40% na alta tensão e de 10,70% para os consumidores em baixa tensão.
– Cooperativa de Eletrificação Rural de Itaí-Paranapanema-Avaré – Ceripa: redução média de -11,60%, com queda de 19,65% na baixa tensão e de 0,55% na alta tensão.
– Cooperativa de Eletrificação Rural Cachoeiras do Itaboraí Ltda. – Cerci: aumento de 6,47%, com efeito médio de 3,48% na alta tensão e de 6,63% na baixa tensão.
– Cooperativa de Eletrificação Rural de Araruama Ltda.- Ceral Araruama: reajuste médio de 0,77%, com redução de 0,20% na alta tensão e aumento de 0,93% na baixa tensão.