Geradoras e transmissoras pagarão R$ 852,7 mi de RGR nos próximos 12 meses

Valor anual fixado pela Aneel incorpora tanto a dedução da TFSEE quanto os ajuste de relativos a 2017 e 2018

A Agência Nacional de Energia Elétrica fixou o valor da quota da Reserva Global de Reversão (RGR) para 118 concessionárias de geração e transmissão de energia elétrica referente ao período de julho de 2019 a junho de 2020. O montante a ser pago pelas empresas no período vai somar R$ 852,7 milhões, e já incorpora tanto a dedução da Taxa de Fiscalização de Serviços de Energia Elétrica (TFSEE) quanto os ajustes relativos à quota anual da RGR dos exercícios de 2017 e 2018.

A empresa com a maior quota anual da RGR para o próximo exercício é a Eletronorte, com um saldo devedor total de R$ 173,7 milhões. Outras geradoras e transmissoras com quotas representativas são de Furnas, com R$ 126,3 milhão; Eletronuclear, com R$ 113,6 milhões; Copel GT, com R$ 66,6 milhões; e Chesf, com 57,8 milhões.

De acordo com o Despacho 2.190/2019 do órgão regulador, publicado na edição desta segunda-feira (12) do Diário Oficial da União, a primeira das 12 parcelas do pagamento anual ocorrerá no próximo dia 30 de agosto. A partir da segunda parcela, a data de quitação será o dia 15 de cada mês, de acordo com os boletos bancários emitidos pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – gestora dos recursos da RGR. As concessionárias têm até 10 dias para recorrer junto à Aneel.