P&D prevê uso rodoviário de ônibus elétrico e eletropostos no ES

Projeto de R$ 6,6 milhões da EDP acontece em parceria com a Weg, VIX Logística e Certi e visa avaliar uma possível ampliação da estrutura para outros parceiros e mercados

A EDP está avançando com um projeto piloto de R$ 6,6 milhões em parceria com a VIX Logística, empresa do Grupo Águia Branca, Weg e Certi, no intuito de colocar em operação um ônibus elétrico nas ruas e estradas do Espírito Santo. Com chassi produzido pela BYD, o veículo rodoviário utiliza carroceria Viaggio na versão 1050, fabricada pela Marcopolo, e tem uma autonomia que pode chegar a 350 quilômetros.

Com duração de 18 meses, o P&D iniciado no ano passado também prevê a entrega de quatro estações de recarga rápida e baterias de lítio entregues pela WEG Electric Mobility, para operar de forma integrada por meio de uma plataforma de gestão que permitirá a realização de testes de funcionalidades e do modelo de negócio, no intuito de avaliar as condições e custo-benefício para uma possível ampliação futura, inclusive junto a outros mercados e parceiros.

Os eletropostos estarão instalados em locais estratégicos no estado capixaba, sendo dois em garagens do Grupo Águia Branca e outros dois em localidades próximas a clientes da VIX. Para recarregar a bateria de íons de lítio do veículo estima-se o tempo médio de 3 a 4 horas, dependendo do nível de carga das baterias, gerando autonomia para rodar cerca de 250 a 350 km com uma só carga.

Já a Certi contribuirá com estudos específicos de mercado, questões regulatórias e análises de viabilidade econômica, e a A VIX Logística será a operadora do ônibus, que realizará os testes de funcionalidade e as análises de viabilidade. Além da gestão geral do projeto, a EDP também proverá os serviços de mobilidade elétrica e operação dos carregadores.

Segundo Kaumer Chieppe, Presidente da VIX Logística, uma série de dispositivos de segurança e conforto estão presentes no veículo, como visão 360 com câmeras auxiliares, sensor de visão térmica e de fadiga, além de um sistema de inteligência artificial que atua na prevenção de colisões, dentre outros. Medições em tempo real com informações do desempenho também serão compartilhadas com as demais empresas parceiras na iniciativa.

“O primeiro ônibus elétrico de uso rodoviário do país nos permitirá conhecer e avaliar a viabilidade técnico-econômica da eletrificação desse sistema de transporte, por meio de testes em ambiente real, linhas selecionadas e em diversos clientes VIX, o que nos possibilitará evoluir para obtenção de custos competitivos em tecnologias alternativas ao diesel para ofertar e gerar valor aos nossos clientes”, afirma Chieppe.

O diretor da divisão de ônibus da BYD Brasil, Marcello Schneider, destacou as vantagens econômicas da operação elétrica. “Os ônibus são 100% elétricos e além de não poluentes, são econômicos, tendo custo operacional 70% menor que um ônibus a diesel convencional”, sustenta.