Aneel libera operação comercial e em teste de eólicas no Nordeste

Agência reguladora liberou também a PCH Forquilha para operação em teste

A Agência Nacional de Energia Elétrica liberou a operação das unidades geradoras UG8 e UG9, de 3,55 MW cada, totalizando 7,1 MW de capacidade instalada, da EOL Vila Maranhão II. Localizada no município de Serra do Mel, no estado do Rio Grande do Norte, de titularidade da empresa EOL Potiguar B142 SPE S.A.. Foram liberadas também, as unidades UG5 a UG10, de 3,15 MW cada, e UG11 a UG14, de 3,0 MW cada, totalizando 30,9 MW de capacidade instalada, da usina EOL Ventos de Santa Ângela 15. Localizada no município de Queimada Nova, no estado do Piauí, de titularidade da empresa Enel Green Power Ventos de Santa Ângela 15 S.A. O início da operação em teste será a partir de 5 de março de 2021

A Aneel também autorizou, para operação em teste, a partir de 5 de março de 2021, as unidades geradoras UG1 e UG2, de 2,75 MW cada, totalizando 5,5 MW de capacidade instalada, da PCH Forquilha. Localizada no município de Mangueirinha, no estado do Paraná, de titularidade da empresa Hidrelétrica Forquilha Ltda.

A agência reguladora liberou ainda a operação comercial, também a partir de 5 de março de 2021, das unidades geradoras UG1 a UG6 e UG8, de 4,2 MW cada, totalizando 29,4 MW de capacidade instalada, da EOL Campo Largo X. Localizada no município de Sento Sé, no estado da Bahia, a empresa é de titularidade da CLWP Eólica Parque X S.A.