Tarifas da Copel têm aumento médio de 4,9%

Novos valores passam a vigorar na próxima sexta-feira (24). Créditos tributários totalizam quase R$ 1,5 bilhão no processo

A diretoria da Aneel aprovou nesta terça-feira, 21 de junho, o reajuste tarifário anual da Copel com aumento médio de 4,9% para cerca de 5 milhões de unidades consumidoras paranaenses. Para a alta tensão o efeito aos clientes chega a 9,32%, enquanto na baixa tensão será percebido incremento de 2,68%. Nas residências, o impacto será de 1,58%. Na Parcela A destaque para 5,05% de encargos setoriais e na Parcela B a variação de 3,14% pelo serviço de distribuição.

Para o cálculo, a Agência considerou a proposta de regulamentação do componente tarifário CDE Modicidade Eletrobras, que trata da inclusão dos aportes na CDE decorrentes do processo de capitalização da Eletrobras. Outra medida considerada para mitigação foi a devolução dos créditos de Pis/COFINS, com quase R$ 1,5 bilhão atenuando o reajuste na ordem de 13,3%. As novas tarifas entram em vigor na próxima sexta-feira, 24 de junho.