Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A TIM lançou o programa “Clube de Energia”, iniciativa que oferece aos funcionários descontos na conta de luz em troca de consumo de energia proveniente de fontes renováveis. A expectativa é beneficiar inicialmente cerca de 5 mil pessoas no Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e em parte de São Paulo. A expansão para toda a empresa acontece em 2024.

A empresa destacou que desde 2021, já tem 100% de energia limpa em seu consumo total. A marca foi alcançada com a aquisição no mercado livre, compra de certificados de energia renovável (I-Recs) e, principalmente, com a produção de usinas arrendadas de parceiros. Hoje, a companhia já tem 94 usinas solares, hídricas e de biogás em seu portfólio. A ideia, agora, é estimular seus colaboradores para que também sejam protagonistas da sustentabilidade, em linha com a agenda ESG da operadora.

Para se beneficiar dos descontos, que podem chegar a 20% do valor da cobrança de luz, o colaborador da TIM precisa associar-se e estar em uma área de cobertura das concessionárias participantes. Não há necessidade de investimento e não há custo mensal ou fidelidade. A energia gerada em usinas solares da RZK Energia e da Leve Energia Renovável, empresas parceiras da operadora na iniciativa, é repassada às concessionárias, que aplicam o desconto na conta do funcionário.

Dessa forma, cada pessoa terá duas cobranças separadas do consumo de energia em sua residência: uma proveniente de sua distribuidora de energia elétrica local, pagando o mínimo estipulado por ela, e uma segunda fatura da empresa de energia parceira, já com o desconto contratado. E quanto maior o consumo, maior a economia. Na primeira fase, o projeto será implementado a partir de outubro para colaboradores no Rio de Janeiro, Paraná e Minas Gerais, que estejam na área de cobertura da Enel RJ, Light, Copel e Cemig e CPFL Paulista.