Trabalho presencial volta em julho para o Cepel

Cerca de 15 colaboradores retornam às atividades nos laboratórios de Adrianópolis e Fundão numa primeira etapa; Movimento será gradual e dependerá de novas análises da conjuntura atual

A Direção do Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) informou nesta sexta-feira, 3 de julho, que o retorno gradativo ao trabalho presencial em suas instalações acontecerá a partir da próxima segunda-feira (6). Para tanto a entidade conta que tomou as medidas preventivas cabíveis para evitar o risco de exposição de seus trabalhadores ao novo coronavírus, como aquisição de testes rápidos, termômetros, álcool em gel, máscaras faciais, face shields e outros Equipamentos de Proteção Individual.

Os ambientes das Unidades Fundão e Adrianópolis também estão sendo devidamente desinfectados e sinalizados para orientar quanto ao distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as pessoas. Além disso, têm sido intensificadas campanhas de conscientização sobre a importância da manutenção das ações de higiene, como a lavagem constante das mãos com água e sabão.

Nessa primeira etapa, cerca de 15 colaboradores retomarão as atividades físicas de três laboratórios da Unidade Adrianópolis: Alta Corrente, Calibração de Instrumentos e Referência em Medição de Alta Tensão e três da Unidade Fundão: Análises Químicas, Refrigeração e de Mecânica, todos previamente avaliados e considerados aptos para o retorno pela área de saúde do Centro, que afirmou que a escolha também decorreu da intensa demanda de serviços nestes laboratórios por parte de clientes.

De acordo com o Cepel, as datas para as demais fases de retorno dependerão de análise criteriosa da evolução da curva de contaminação pela Covid no estado e município do Rio de Janeiro e estarão necessariamente alinhadas às diretrizes das autoridades competentes, da Diretoria Executiva e dos Associados Fundadores do Centro.

Ficam estendidos o regime de teletrabalho aos demais colaboradores, excetuando-se, como desde o início do isolamento social, os casos essenciais, que precisam estar presentes nas instalações.