Spectrum as a Service: gerenciamento e controle de redes para os todos os perfis

As redes de energia estão em pleno processo de transformação, agregando uma variedade crescente de fontes geradoras, muito dessa transformação tem sido motivada pelas novas legislações

As redes de energia estão em pleno processo de transformação, agregando uma variedade crescente de fontes geradoras, como eólica, solar, biomassa, pequenas centrais térmicas e hidrelétricas, entre outras. Muito dessa transformação tem sido motivado pelas novas legislações, que funcionam como estímulo para a entrada de novos players no mercado de geração e comercialização de energia. Quanto mais a produção se descentraliza e agrega fontes variadas, maior a demanda por segurança  e estabilidade no fornecimento. Isso acontece por vários motivos, desde exigências regulatórias até viabilidade econômica desses empreendimentos.
Dispor de um sistema avançado de gerenciamento e controle de redes tem se tornado uma necessidade praticamente universal para todos os produtores e distribuidores de energia. O conceito SCADA (do inglês Supervisory Control and Data Acquisition) tem se provado altamente aplicável a processos desse tipo, ao prover dados para o controle e o gerenciamento de redes de energia. O acesso cada vez mais ampliado e seguro a sistemas em nuvem viabiliza a utilização do método por produtores de diferentes perfis. No entanto, o investimento próprio em sistemas do tipo SCADA pode ser um desafio difícil de contornar, para vários produtores. Muitos desses novos players entraram no mercado de energia mais recentemente, sendo que uma parte significativa deles atuava anteriormente em outros segmentos econômicos. Com isso, uma parcela relevante desses novos operadores ainda não dispõe de todo know- how para projetar, instalar e gerir muitos dos sistemas vitais para a eficiência e a lucratividade de seu negócio.
Esse cenário desafiador levou a  Siemens  a  formatar uma nova solução para o mercado: o oferecimento das facilidades de um sistema SCADA como serviço. Com ele, produtores de energia de todos os perfis e especificidades podem dispor de uma solução de gerenciamento e controle simplesmente contratando o serviço, diretamente da Siemens. Sob esse novo modelo, o acesso a essa solução de alta eficiência e tecnologia torna-se muito  mais democrático, tornando-o factível para produtores de energia de diversos portes.
SCADA: quase 60 anos de história
Os sistemas SCADA têm sido utilizados há quase 60 anos, tendo origem nos primeiros estágios do desenvolvimento da informática. O sistema passou do uso em grandes computadores, permitindo a comunicação com equipamentos remotos por meio de linhas de rádio, ao estágio atual, no  qual é  possível conectar data centers   a equipamentos remotos, agora por meio de redes informatizadas públicas, ou simplesmente, via-internet.
A linha do tempo abaixo descreve, de forma resumida, a evolução dos sistemas SCADA, desde os anos 1960
Dados na nuvem
A chegada do conceito de computação em nuvem (cloud computing) conduziu os sistemas SCADA a um novo patamar de aplicação. Com a computação em nuvem, os sistemas informatizados passam de plataformas estruturadas com certas capacidades para sistemas amplos, capazes de receber e armazenar uma quantidade praticamente ilimitada de dados. Essa nova realidade alavancou a utilização do sistema SCADA como serviço, tornando suas facilidades muito mais acessíveis a um grupo cada vez maior de usuários.
Outro benefício do conceito de computação em nuvem está no aspecto das atualizações. Os sistemas SCADA tradicionais mantêm-se atualizados por um determinado período antes de demandarem significativos investimentos na migração para novos equipamentos e programas. Ao adotar o sistema de SCADA como serviço para supervisionar e gerenciar suas operações, o usuário tem a certeza de que não precisará dispor de recursos financeiros para atualizações. As equipes de técnicos e engenheiros da Siemens mantêm-se empenhadas em atualizações de forma permanente, promovendo a evolução contínua do sistema, sem impactar em nada as operações dos clientes.
Cybersecurity
O crescimento dos recursos de digitalização nas redes de energia cria facilidades inéditas, como o gerenciamento de dados em nuvem. Ao mesmo tempo, essa evolução também pode levantar questionamentos sobre o aumento de riscos associados a ataques cibernéticos.
A segurança cibernética é um dos pilares para a transformação digital, área altamente sensível na qual a Siemens foca sua atuação para garantir um elevado nível de segurança em seus produtos, sistemas, soluções e serviços. O processo de integração e as soluções de segurança cibernética são aderentes às exigências de mercado, pois estão pautados em rigorosos padrões internacionais (por exemplo: IEC 62443, IEC 62351, NERC-CIP, IEC 27000 etc.), garantindo assim alta disponibilidade com um alto patamar de segurança.
Nossos produtos são desenvolvidos de maneira segura e contam com uma série de funcionalidades de segurança cibernética embarcadas e de fácil integração.
Spectrum Power: a resposta da Siemens
Diante desse novo cenário de oportunidades de melhoria nas operações de energia, a Siemens oferece a solução SCADA as a service para que seus clientes possam se beneficiar de um sistema supervisório de controle de dados.
Na base desse serviço, está a  solução Spectrum Power (5 e 7), um software avançado de controle e otimização, usado para maximizar o valor dos recursos energéticos de um empreendimento, em coordenação com os valores praticados no mercado de energia público ou privado.
(Nota da Redação: Conteúdo Patrocinado produzido e oferecido pela Siemens)