TAG faz chamada pública para avaliar expansão de infraestrutura

Companhia quer identificar agentes interessados por capacidade adicional de transporte de gás natural

A Transportadora Associada de Gás (TAG) anunciou na última segunda-feira, 8 de fevereiro, o início do mapeamento das demandas de mercado para a realização de sua Chamada Pública Incremental, que busca identificar empresas ou consórcios interessados em capacidade adicional que demande a ampliação do sistema de transporte de gás natural da empresa no país.

Conduzida indiretamente pela empresa e sob supervisão da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a chamada visa suprir as demandas por serviço de transporte que atualmente não podem ser atendidas pela capacidade disponível na infraestrutura existente.

As informações detalhadas do processo podem ser acessadas na página da transportadora da Engie no Brasil, na qual é possível obter o Formulário de Mapeamento de Demanda. Qualquer agente interessado poderá informar sua intenção e tem até o dia 10 de março para enviar seu formulário. Podem participar produtores, importadores, consumidores livres e distribuidoras de gás.

De acordo com Ovidio Quintana, Diretor Comercial e Regulatório da TAG, a estreia da empresa em chamadas públicas tem como objetivo ampliar o acesso ao sistema de transporte, além de uma oportunidade de desenvolver novos projetos em logística do insumo e promover o desenvolvimento econômico regional.

“Um marco importante para permitir a entrada de novos agentes no setor, diversificar as fontes de suprimento e, em especial, fornecer os mecanismos adequados para viabilizar frentes importantes de negócios, gerando investimentos com efeitos multiplicadores para toda a economia”, destaca o executivo.

Nesta etapa será mapeada a demanda por capacidade de transporte dos interessados, identificando a necessidade de novos investimentos a partir das solicitações, que poderão resultar na ampliação ou construção de novos pontos de entrada ou saída do gás. Na sequência as capacidades solicitadas serão submetidas à avaliação técnica e econômica da companhia, visando à identificação dos projetos a serem ofertados no certame.

A TAG detém aproximadamente 4.500 km de gasodutos pelo país, respondendo por 47% do total da malha de transporte de gás por aqui. São 3.700 km na região costeira, passando por quase 200 municípios de nove estados brasileiros – Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Espírito Santo e Rio de Janeiro – e outros 800 km na Amazônia, em trecho que liga a região petrolífera de Urucu a Manaus, no Amazonas.