Lista da terceira prévia do ISE B3 tem onze empresas do setor

Relação vale a partir de janeiro. No IEE, Focus ON é a novidade

A terceira prévia do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 trouxe as empresas do setor elétrico AES Brasil, Cemig, Copel, Cosan, CPFL Energia, EDP do Brasil, Engie Brasil, Light, Neoenergia, Vibra e WEG na lista de selecionadas. A B3 divulgou a lista na última quarta-feira, 29 de dezembro, que vale de janeiro a abril de 2022. O ISE manteve a saída da Eletrobras e da Petrobras, que já não haviam sido listadas na primeira prévia, divulgadas no dia 6 de dezembro. Já no Índice de Energia Elétrica, que terá 19 empresas, a novidade foi a entrada da Focus Energia (Focus ON), sem nenhuma saída.

O ISE B3 reúne 46 empresas de 27 setores. Para 2022, houve uma mudança nos questionários em prol da agenda ESG. Nesta edição, foram avaliados temas como Capital Humano, Governança Corporativa e Alta Gestão, Modelo de Negócios e Inovação, Capital Social, Meio-Ambiente e Clima. Pela segunda vez consecutiva na lista desde o seu IPO, a Neoenergia já atuava nas premissas do ISE, sempre indo além do conceito de sustentabilidade. Para o CEO da empresa, Mario Ruiz-Tagle, ficar na carteira do ISE B3 é uma confirmação de que a empresa segue evoluindo positivamente no seu modelo de gestão sustentável baseado nas melhores práticas de governança e transparência. Segundo ele, o resultado reflete o pioneirismo em matéria de ESG, que conduz ao caminho certo de desenvolvimento do negócio cada vez mais sustentável e, ao mesmo tempo, sendo reconhecidos pela sociedade.

A Light, que foi listada no ISE, também aparece no Índice Carbono Eficiente. Criado em 2010, o ICO2 B3 teve como propósito ser um instrumento indutor das discussões sobre mudança do clima no Brasil. De acordo com a Light, integrar as carteiras do ISE B3 e do ICO2 B3 reflete a sua essência estratégica, que incorpora fatores ESG na condução do seu negócio. Cemig, Cesp, Copel, CPFL, Eletrobras, EDP, Eneva, Engie, Taesa, Vibra e WEG também estão no ICO B3.

Outra empresa listada no ISE e no ICO2 B3, a Copel entrou no IGPTW, criado em parceria com a Great Place to Work e com início em janeiro de 2022. O IGPTW B3 tem como objetivo ser o indicador de desempenho médio das cotações das empresas certificadas pela GPTW listadas na B3 e complementa a família de índices com foco em ESG. Para a Copel, estar no IGPTW reflete o comprometimento e o empenho da companhia com as melhores práticas de ESG do mercado. Aeris, Cesp, Jalles Machado e Taesa são as outras empresas do setor que fazem parte desse índice.