Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

O plenário do Tribunal de Contas da União vai analisar na reunião semanal desta quarta-feira, 1º de novembro, o relatório consolidado de fiscalização de 31 obras com investimentos de mais de R$ 4 bilhões em dotações orçamentárias. O trabalho inclui auditorias realizadas em empreendimentos hídricos, de infraestrutura de transportes em diferentes modais, de energia, de saneamento e de habitação.

O documento será enviado ao Congresso Nacional, como previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias. Na análise, os auditores listam as obras com indícios de irregularidades graves, para subsidiar deputados e senadores na avaliação sobre quais devem ou não receber recursos da União no próximo ano.

Além dos resultados das auditorias, o tribunal também vai encaminhar informações sobre outros trabalhos realizados nos setores de infraestrutura. Entre eles, a obra da usina nuclear Angra 3. Confira a lista:

– Obras Paralisadas

– Indicadores de Projetos de Investimento (Maturidade-Valor-Prazo)

– Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE)

– Avaliação Preditiva Piloto em Transferências Voluntárias para Obras

– Integração entre o Sistema de Análise de Orçamentos (SÃO) e o Transferegov

– Usina Termonuclear Angra 3

– SEAP 1 – Desenvolvimento de Petróleo e Gás em Águas Profundas

– Infraestrutura para Gestão de Riscos e de Desastres

– Reequilíbrio Econômico-Financeiro de Contratos