Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A AES Brasil e o Sebrae-RN anunciaram as startups vencedoras do programa de aceleração Conecta Energia RN. Feito em parceria com a Avati Aceleradora, a iniciativa selecionou dez finalistas que apresentaram soluções nos temas de Inovação Socioambiental, Descarbonização e Energia Eólica. Microciclo Biotecnologia, Compensei Sustentabilidade e Evoluce Tecnologia levaram as melhores avaliações, com prêmios de R$ 30 mil, R$ 20 mil e R$ 10 mil.

Lançado no dia 24 de julho, o edital teve 180 inscritos de todo o Brasil e ofereceu suporte ao desenvolvimento dos novos negócios. Ao todo foram cerca de 200 horas de capacitação e mentorias para 50 startups. Os participantes tiveram a chance de interagir com especialistas do setor de energia, ampliando seus conhecimentos e estabelecendo contatos importantes de networking.

Formada por cinco mulheres pesquisadoras, vencedora Microciclo Biotecnologia propõe a utilização de um portfólio de bactérias para o tratamento de efluentes oleosos, através de um modelo de economia circular. Segunda colocada, a Compensei Sustentabilidade trouxe uma solução que realiza o inventário das emissões de CO2 dos seus clientes e da cadeia de fornecedores com o uso de protocolos internacionais, a fim de gerir e compensar através de créditos de carbono, certificados de energia renovável ou reflorestamento.

Já a Evoluce Tecnologia apresentou uma ferramenta que prevê a vida útil de componentes de aerogeradores com base no uso de deep learning, reduzindo custos de manutenções corretivas e impactos de geração por interrupções não planejadas.