Volvo vai instalar 500 eletropostos no Brasil

Marca da Volvo no país avança com infraestrutura de eletromobilidade para veículos híbridos e elétricos, firmando novas parcerias e aumentando em 650% a venda de VEs em 2019

A fabricante sueca Volvo anunciou que irá implementar 500 pontos para recarga de veículos híbridos e elétricos plug-in no Brasil, mudando a forma de fazer negócios ao construir uma nova estratégia para o segmento no setor automotivo no país. A iniciativa faz parte da estratégia de operação sustentável da companhia, que elaborou “um plano global ambicioso com drástica redução da pegada de carbono por carro”.

Luis Rezende, presidente da Volvo Car Brasil e head na América Latina, disse acreditar que ainda existem barreiras para a compra de um carro eletrificado e que isso motivou o projeto: “A instalação de eletropostos contribui de maneira significativa para a infraestrutura do país e para a indústria automotiva, além de dar mais confiança para que o consumidor adquira com mais tranquilidade um veículo elétrico”, afirma.

Como parte de sua estratégia, a multinacional firmou importantes parceiras com o grupo GPA, rede Iguatemi, redes de estacionamento Estapar, Autovagas e PareBem, além da incorporadora Idea! Zarvos e a sua própria rede de 36 concessionários, somando um investimento de R$ 5 milhões para implantação da estrutura. Com a capilaridade dessas empresas, a Volvo Car Brasil espera garantir uma estrutura ampla de recarga em perímetro urbano, visando as principais cidades do país, com presença principalmente em estabelecimentos de média e longa permanência, que permitirão ao usuário a realização de uma carga total em seu veículo plug-in.

Quando a empresa começou o projeto, a infraestrutura de recarga no Brasil contava com 125 postos. Com o avanço das parcerias, a rede de recarga hoje foi duplicada. O próximo passo é chegar as 500 vagas instaladas. Assim, na cidade de São Paulo, por exemplo, os usuários encontrarão um ponto de recarga da empresa em uma média de 9,7 km distantes um do outro. Para 2020, a marca anunciou que estuda também a ampliação de sua estratégia para áreas mais afastadas, com inovações em serviços e produtos de eletrificação para continuar transformando a indústria.

Crescimento de 650% na venda de VEs em 2019

De acordo com a fabricante, até o mês de outubro, 6.015 carros híbridos e elétricos foram comercializados no mercado nacional por 14 montadoras. O destaque fica para uma versão híbrida em quase todos os modelos de seu portfólio – a versão híbrida plug-in do XC40, que vai chegar ao mercado no primeiro trimestre de 2020. Já para o ano seguinte, a meta é ter 100% da gama de produtos da marca eletrificada.

Em linhas gerais, a empresa vendeu 884 unidades de carros híbridos plug-in nos dez primeiros meses desse ano, contra 136 carros no mesmo período do ano passado, crescimento de 650%. Em outubro, essa condição foi reforçada com a venda de 135 unidades, compostas pelos utilitários esportivos XC90 e XC60, além dos sedãs S90 e o recém-lançado S60, todos equipados com o motor T8, de 407 hp.

A ideia da Volvo é fechar 2019 com 22% de vendas na área da eletromobilidade. A porcentagem poderá chegar a 40% no ano que vem, o que significa 4 mil veículos eletrificados da marca, ajudado pelo lançamento do SUV XC40 híbrido plug-in no primeiro trimestre. Globalmente, a companhia espera vender 1 milhão de VEs até 2025. A marca também se comprometeu a eletrificar todo novo veículo lançado e de apresentar um novo carro elétrico por ano nos próximos cinco anos.