Enel fecha venda de 1,5 mi de I-RECs no primeiro trimestre

Em todo o ano passado, a comercializadora da Enel Brasil viabilizou a venda de 1,39 milhão certificados de energia renovável

A Enel Trading, braço de comercialização de energia da Enel Brasil, negociou no primeiro trimestre de 1,5 milhão de certificados internacionais de energia renovável (IREC) a serem entregues ao longo dos próximos anos. A companhia informou que esse volume é superior ao montante vendido em todo o ano de 2020, quando a companhia negociou contratos que somam 1,39 milhão de IRECs.

A trajetória de expansão na venda desses certificados vem crescendo ano a ano. O volume de 1,39 milhão de IRECs negociados no ano passado representou um aumento de 55,1% em relação aos 896,1 mil IRECs vendidos em contratos em 2019, o que, por sua vez, foi superior aos 11 mil IRECs comercializados em 2018.

Os IRECs negociados pela Enel Brasil, emitidos no Brasil pelo Instituto Totum, são oriundos da hidrelétrica Cachoeira Dourada, localizada na divisa entre Minas Gerais e Goiás, da usina eólica Modelo I, no Rio Grande Norte, e do parque solar Fontes Solar, em Pernambuco – os dois últimos empreendimentos são operados pela Enel Green Power Brasil. Este ano, a Enel está registrando outros projetos no IREC Service, sistema global de rastreamento de atributos ambientais, para a atender à crescente demanda dos clientes corporativos pelos certificados.

Os 1,5 milhão de IRECs são suficientes para compensar 1,5 milhão MWh do consumo de energia dos clientes da Enel. Entre os compradores dos certificados comercializados pela companhia estão uma grande rede varejista brasileira, que firmou um contrato de oito anos com a Enel para a aquisição dos IRECs, e a Transwolff, concessionária de transporte público na cidade de São Paulo que adquiriu 1,443 mil IRECs provenientes da usina Fontes Solar para certificar a energia utilizada no abastecimento da sua frota de ônibus elétricos.