Chesf reduz em 7,23% o consumo de energia

Em 2020 a Companhia eficientizou seu consumo de energia em 14,53%

A Diretoria da Chesf estabeleceu, em 2021, a criação de um GT para implementação de um Sistema de Gestão de Energia em Edificações Corporativas, com metas de redução do consumo na Empresa estabelecidos pela Holding.

De acordo com a companhia, o resultado demonstra que a Chesf foi a única empresa do grupo a implantar o EESISEBRAS – Energia Economizada em Edificações Corporativas das Empresas Eletrobras no ano de 2020 e a atingir a meta de redução nos dois últimos anos. Ainda em 2020, a Companhia eficientizou seu consumo de energia em 14,53%, com uma meta de redução de 5,28%. Já no ano passado, a meta estipulada era de 6,75% e a Empresa atingiu a diminuição de 7,23% no consumo. Agora, o desafio da Chesf é acumular uma redução de 7,62% entre janeiro e dezembro de 2022.

Em relação à MP 10.799, que estabelece medidas para a redução do consumo de energia elétrica no âmbito da administração pública federal, a Chesf, apesar de não ser obrigada, adotou a medida, sendo que no período proposto, setembro de 2021 a abril de 2022, a empresa conseguiu uma economia de 10,96%, quando o proposto foi uma meta entre 10% e 20%.

Como forma de atingir os números positivos, a empresa realizou um diagnóstico energético do Edifício André Falcão, onde foi identificado um consumo expressivo do sistema de climatização das edificações. A partir dessa observação, foi adotado um estudo de temperatura em vários horários e locais diferentes do prédio Sede, com configurações do sistema diversificadas.