Olá, esse é um conteúdo exclusivo destinado aos nossos assinantes
Para continuar tendo acesso a todos os nossos conteúdos, escolha um dos nossos planos e assine!
Redação
de R$ 47,60
R$
21
,90
Mensais
Notícias abertas CanalEnergia
Newsletter Volts
Notícias fechadas CanalEnergia
Podcast CanalEnergia
Reportagens especiais
Artigos de especialistas
+ Acesso a 5 conteúdos exclusivos do plano PROFISSIONAL por mês
Profissional
R$
82
,70
Mensais
Acesso ILIMITADO a todo conteúdo do CANALENERGIA
Jornalismo, serviço e monitoramento de informações para profissionais exigentes!

A gestora de ativos global Macquarie Asset Management (MAM) realizou um aporte que pode chegar até US$ 325 milhões para o desenvolvimento de projetos da Atlas Agro Holding AG. Os recursos serão destinados a construção de uma série de fábricas de fertilizantes nitrogenados verdes em escala industrial nos Estados Unidos e na América Latina, sobretudo no Brasil, que utilizarão hidrogênio verde em seu processo de produção, em vez do processo convencional de que utiliza combustíveis fósseis.

A operação acontece por meio do fundo Macquarie GIG Energy Transition Solutions (MGETS), sendo um passo significativo para permitir a expansão da Atlas Agro nas Américas e no mundo, corroborando o plano estratégico de fornecer uma alternativa sustentável aos produtos convencionais e que reduzam emissões de gases de efeito estufa (GEE).

No Brasil, a empresa anunciou a instalação de sua primeira unidade fabril de fertilizantes nitrogenados a partir do H2 verde, a ser implantada em Uberaba (MG) a partir de US$ 850 milhões. A planta utilizará uma matriz 100% renovável entre solar e eólica para produção do vetor energético e de 500 mil toneladas por ano de fertilizantes nitrogenados com zero carbono, além de amônia verde.