Lucro Líquido da Engie Brasil cresce 56,2% no 3º trimestre

Ebtida da empresa aumentou 55,1% no terceiro trimestre para R$ 1,518 bilhão

A Engie Brasil Energia reportou um crescimento de 56,2% no lucro do terceiro trimestre, para R$ 742,7 milhões, ante R$ 475,4 milhões em igual período anterior. No acumulado do ano, o crescimento ficou em 9%, somando ganho de R$ 1,693 bilhão.

A receita operacional líquida da companhia ficou praticamente estável no terceiro trimestre, com leve alta de 0,2% para R$ 2,494 bilhões. Nos nove primeiros meses do ano, a receita líquida cresceu 8% para R$ 7,009 bilhões.

O ebtida da Engie Brasil aumentou 55,1% no terceiro trimestre para R$ 1,518 bilhão; e no ano, alta ficou em 17,1% para R$ 3,846 bilhões. A dívida líquida da empresa cresceu 71% para R$ 11,229 bilhões no período.

“Os resultados refletem a expansão recente de nossa capacidade instalada, o primeiro trimestre com contribuição positiva da TAG para o Ebitda, bem como a gestão eficiente do portfólio da companhia e bom controle de custos”, explicou o diretor-presidente da Engie Brasil Energia, Eduardo Sattamini, em nota à imprensa.

Outro impacto positivo registrado no período foi o recebimento do valor da garantia de performance, no valor de R$ 321 milhões, oriundos de indenização por atraso nas obras de Pampa Sul. “Mesmo se fosse excluído esse efeito, nosso Ebitda teria subido cerca de 25% na comparação anual”, assinalou o executivo.

A produção de energia aumentou 17,8% no trimestre para 5.210 MW médios, enquanto que no ano, a alta atingiu 19,7% aos 4.977 MWmed. A energia vendida pela empresa somou 4.551 MWmed, com alta de 10,3% no trimestre. No ano, as vendas alcançaram 4.256 MMmed, com crescimento de 3,5%. O preço líquido médio de venda ficou em R$ 189,24/MWh no trimestre, 4% mais; e em R$ 189,06/MWh no ano, 4,9% maior que no mesmo período anterior.