MME anuncia início da operação comercial da Teles Pires

Usina finalizou fase de testes na madrugada desta sexta-feira, 6

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Luiz Eduardo Barata, anunciou em entrevista coletiva a conclusão da operação em teste da primeira unidade geradora da hidrelétrica Teles Pires. A usina vai começar a operar comercialmente nos próximos dias, assim que receber a autorização formal da Agência Nacional de Energia Elétrica .

“É uma satisfação para nós, porque esta é uma usina de grande porte, de quase 2 mil MW”, destacou Barata. Questionado sobre a contribuição da usina na redução da operação termelétrica, Barata admitiu que ela aumenta a capacidade de estocagem de energia, mas uma máquina não será determinante para diminuir o despacho de térmicas.

O teste de 96 horas contínuas da primeira unidade de Teles Pires foi finalizado na madrugada desta sexta-feira, 6 de novembro. O escoamento de energia da usina será feito em duas etapas. A usina estará conectada a uma linha de transmissão de circuito duplo de aproximadamente 300 km, que vai de Paranaíta até Claudia, em Mato Grosso. De Claudia há uma outra linha de 107 km que vai até a subestação Sinop.

O sistema de transmissão definitivo será concluído até dezembro, com a entrada da linha de 1 mil km entre as subestações Paranaíta e Ribeirãozinho (MT), na divisa com o estado de Goiás. Até dezembro, outras quatro turbinas de 364 MW cada entrarão em operação, totalizando 1.820 MW de potência instalada. A hidrelétrica tem como sócios Neoenergia, com 50,1%; Eletrosul, com 24,5%; Furnas, com 24,5% e Odebrecht Energia, com 0,9%.

Entre janeiro e novembro desse ano foram acrescentados ao sistema 4.436 MW de capacidade instalada de geração. Com o inicio da operação de Teles Pires, o acréscimo chega a 4.800 MW, 75% dos 6.410 MW previstos para 2015.