Copel anuncia novo Programa de Demissão Incentivada

Potencial de redução com desligamentos é de R$ 142,1 milhões em custos anuais a partir de 2020; Indenizações somam R$ 85 milhões

Com o objetivo de reduzir custos gerenciáveis e aprimorar sua eficiência operacional, a Copel anunciou o lançamento do novo Programa de Demissão Incentivada (PDI), com a estimativa de concessão de R$ 85 milhões em indenizações. O Programa estará aberto a adesões no período de 1º a 15 de novembro de 2019 e será destinado aos empregados que tenham, no mínimo 55 anos de idade e 25 anos de trabalho na companhia paranaense. O anúncio foi feito em comunicado ao mercado e acionistas nessa terça-feira, 29 de outubro.

Segundo a concessionária, existem atualmente 492 empregados que se enquadram nos referidos requisitos, os quais representam uma potencial redução de R$ 142,1 milhões em custos anuais a partir de 2020. Caso o orçamento estimado não seja totalmente atingido, uma nova etapa será aberta, entre 16 e 30 de novembro de 2019, possibilitando a adesão dos demais colaboradores até que se atinja, no máximo, o valor estimado em indenizações para o processo. Os desligamentos serão realizados entre os dias 1º e 15 de dezembro de 2019.