Furnas utiliza inteligência artificial no combate à Covid-19

Equipamento fará o reconhecimento facial e detecção de estado febril de colaboradores e visitantes

Furnas acaba de ganhar mais um reforço no combate à Covid-19. A companhia instalou o primeiro totem em sua sede, no Rio de Janeiro, uma plataforma de inteligência artificial que, entre outras funcionalidades, fará o reconhecimento facial e aferição da temperatura corporal.

Ainda em fase de testes, o projeto piloto será estendido às demais unidades da empresa posteriormente. Inicialmente, a tecnologia será aplicada aos colaboradores que exercem funções essenciais de operação e manutenção e seguem atuando in loco para maximizar a garantia da execução destas atividades. No momento, 80% da força de trabalho está operando em regime de teletrabalho.

“Usaremos a inteligência artificial a nosso favor. As informações que a tecnologia pode nos fornecer servirão para orientar os colaboradores e a equipe médica, sugerindo teletrabalho àqueles com risco Covid-19 intermediário e informando à equipe médica sobre colaboradores com alto risco”, disse por meio de nota à imprensa Pedro Brito, presidente interino e diretor de Administração da companhia.

A plataforma também vai gerar alertas de sanitização de espaços físicos e auxiliará na tomada de decisão, sugerindo momentos ideais para as ondas de retomada ao escritório físico.

O equipamento é composto por totem de check-in com reconhecimento facial e detecção de estado febril via imagem térmica, para controle individualizado de entrada dos colaboradores e fornecedores; sistema automático de detecção de aglomerações usando imagens obtidas das câmeras de sua sede e sistema de pontuação Covid-19, em que serão definidos pontos atribuídos aos espaços físicos e aos colaboradores, baseando-se na detecção de aglomerações e no cruzamento de dados de sintomas reportados ou observados e hábitos, indicando riscos de contágio.

Desde o início da pandemia, Furnas já adotou mais de 50 iniciativas para o enfrentamento ao coronavírus, incluindo aquisição de materiais para prevenção, serviços, testes e tecnologia.

SAE doa máscaras de proteção

A Santo Antônio Energia irá doar 62.500 máscaras ao governo de Rondônia para que possam ser usadas pela Secretaria Estadual de Educação na proteção aos estudantes da rede pública de ensino quando as aulas presenciais retornarem. O investimento da empresa corresponde a cerca de R$ 150 mil e irá beneficiar estudantes dos ensinos fundamental e médio de todo o estado. As máscaras de tecido, com dupla camada, em conformidade com o recomendado pelos agentes de saúde, já estão sendo confeccionadas e a previsão é de que sejam entregues até o dia 20 de junho.