Cooperativas gaúchas compram 238 mil MWh ao ano em leilão conjunto

Creral, Cooperluz, Cermissões e Certhil desembolsaram R$ 606 milhões para contratação até 2040 a um preço médio de R$ 133,88 por MWh

Quatro cooperativas gaúchas promoveram na última terça-feira, 6 de outubro, o primeiro leilão eletrônico conjunto para compra de energia elétrica no mercado livre, contratando 27,2 MW médios, sendo 6,5 MWmed para a Creral, de Erechim, 7,5 MWmed para a Cooperluz, de Santa Rosa, 9,7 MWmed para a Cermissões, de Caibaté e 3,5 MWmed para a Certhil, de Três de Maio.

A entrega deverá ter início em 1º de janeiro de 2022 e término previsto para 31 de dezembro de 2040. O volume comercializado é de 238,2 mil MWh/ano, que resulta num preço médio de R$ 133,88 por MWh. Em valores atuais o montante será de R$ 606 milhões distribuídos pelo período de 19 anos, num contrato que ainda prevê ajustes futuros para atender ao crescimento do mercado das cooperativas.

O leilão foi estruturado e conduzido pela empresa Alphainfra, de Porto Alegre. Já a energia será fornecida pela comercializadora Electra, sediada em Curitiba (PR), e que ofertou o menor preço. O processo do certame ainda será analisado e homologado pela Aneel, para assim entrar em vigor.

Na avaliação das direções, o leilão é um momento importante visto a união ser fundamental para alcançar um preço menor que o praticado no mercado, superando as expectativas, uma vez que já a partir do final de julho de 2021 será possível reduzir as tarifas para 61 mil associados de 92 municípios das regiões norte e noroeste do Rio Grande do Sul.