Orizon se associa a ABREN e vai construir unidade de tratamento térmico

Unidade será instalada em Baruei e será capaz de transformar por dia 870 toneladas de lixo urbano em energia elétrica

A Orizon Valorização de Resíduos se uniu à Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (ABREN), por meio da sua subsidiária FOXX URE Barueri, e começará a construir no segundo semestre de 2021 a primeira unidade de tratamento térmico de resíduos do Brasil. A empresa traz uma inovação tecnológica para o mercado nacional que irá transformar por dia 870 toneladas de lixo urbano em energia elétrica.

De acordo com a empresa, a iniciativa incentiva o desenvolvimento de uma nova linha de atuação para o setor de resíduos e a diversificação da matriz energética brasileira. A planta, que será instalada em Barueri, São Paulo, é muito utilizada na Europa, com a tecnologia Waste to Energy. Amplamente reconhecida como alternativa de tratamento de resíduos em grandes centros urbanos, a tecnologia utiliza pequenas áreas em sua instalação. A solução também atende aos mais rígidos padrões de segurança do mundo, com as mais avançadas tecnologias para o processo térmico, filtragem e controles de emissões.

A Orizon informou que a URE Barueri terá capacidade de geração de 20 MW, o que equivale ao abastecimento de aproximadamente 80 mil residências. Este será o primeiro município a adotar uma solução que irá contribuir para a construção do “Ciclo Positivo do Resíduo”, transformando passivos ambientais em fonte de geração de energia renovável. A Unidade irá utilizar apenas os resíduos que não forem recolhidos e selecionados na coleta seletiva (a Prefeitura de Barueri já tem um programa de coleta seletiva cobrindo 100% de suas residências). A parceria público-privada, modelo de contratação firmado, é equivalente ao adotado em países com as mais evoluídas políticas de gestão de resíduos.