WEG prevê melhora em negócios com eólicas

Fabricante aposta em novo ciclo de investimentos nos próximos anos

A fabricante de equipamentos WEG prevê que os negócios com eólicas devem ganhar mais importância na produção de máquinas e no faturamento da empresa no quarto trimestre deste ano. Em teleconferência com investidores realizada nesta quinta-feira, 28 de outubro, o Gerente de Relações com Investidores, André Salgueiro, revelou que após um hiato, a fonte voltou a gerar receita a partir do segundo trimestre de 2021.”‘Hoje temos uma carteira de projetos de geração eólica com uma visibilidade que já entra no ano de 2023″, explica.

A capacidade de entrega da WEG é de oito a 10 máquinas por mês. Segundo Salgueiro, as máquinas do contrato com a Aliança Geração estão sendo entregues agora. A turbina da WEG, de 4,2 MW, é considerada pelo executivo como bastante competitiva, o que deve motivar o fechamento de novos contratos no futuro. “A expectativa é que tenhamos um ciclo de investimentos em eólicas no Brasil nos próximos dois a três anos importante”, avisa.