ANA: Vazão de Três Marias vai para 430 m³/s em setembro

Alteração visa garantir manutenção de uso da água no trecho entre UHEs Três Marias e Sobradinho

A partir da próxima quinta-feira, 1º de setembro, a vazão defluente do reservatório da UHE Três Marias (MG), no rio São Francisco, vai subir para 430m³/s. Nesta segunda-feira a vazão defluente foi de 389m³/s. O novo patamar deverá ser adotado pela Cemig, que opera a usina. O aumento da vazão busca garantir a manutenção no atendimento dos usos múltiplos da água no trecho entre Três Marias e Sobradinho, na Bahia.
 
Para a barragem de Sobradinho e Xingó (AL), a vazão mínima defluente permanece em 800m³/s, autorizada pela Resolução nº 1492/2015, da Agência Nacional de Águas e pela Autorização Especial nº 07, de 18 de dezembro de 2015, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Esta vazão poderá ser adotada até 30 de setembro. Desde 2013, a bacia do rio São Francisco vem enfrentando condições hidrometeorológicas adversas, com vazões e precipitações abaixo da média, com consequências nos níveis de armazenamento dos reservatórios ali instalados. Desde abril de 2013, a operação dos reservatórios vem sendo feita de forma especial e com acompanhamento periódico.
 
Durante todo o processo de implementação das reduções das vazões liberadas pelos reservatórios do rio São Francisco, a ANA tem coordenado reuniões periódicas de avaliação da situação a jusante dos reservatórios de Três Marias e Sobradinho. Também participam dessas reuniões diversas instituições, como: Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Operador Nacional do Sistema Elétrico, Ibama, Ministério de Minas e Energia, Chesf e Cemig, entre outras instituições governamentais e representantes de setores usuários da água da bacia.