ANA reduz vazão de reservatórios de Sobradinho e Xingó para 700 m³/s até janeiro de 2017

Vazões vem sendo reduzidas para manter condições de operações nas hidrelétricas do São Francisco

A Agência Nacional de Águas publicou resolução nesta terça-feira, 1º de novembro, alterando para 700 m³/s até 31 de janeiro de 2017 a descarga mínima instantânea dos reservatórios de Sobradinho e Xingó, no rio São Francisco. A vazão anterior estava em 800 m³/s. A vazão original dos reservatórios é de 1.300 m³/s e vem sendo reduzida desde a forte seca que vem assolando a região.

A ANA poderá suspender ou revogar a decisão caso informações técnicas recomendem cessar a flexibilização da defluência dos reservatórios. Caso isso ocorra, novos limites mínimos de vazão deverão ser fixados. De acordo com a resolução, a Chesf, que opera as duas usinas, deverá fazer ampla divulgação, sobretudo nas cidades afetadas, das reduções que vão ser afetadas.

A redução da vazão já havia sido objeto de discussão na reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico. A expectativa é que com a nova vazão, o armazenamento esperado para o reservatório da UHE Sobradinho no final de novembro fique em 3,5%. Sem a redução, o volume ficaria em apenas 2,4% da sua capacidade. O tema será debatido em reunião na Casa Civil da presidência da República.