Celesc continua com o trabalho de reparos na rede atingida por ciclone

Fenômeno atingiu regiões de Santa Catarina no último final de semana

A Celesc continua trabalhando para recompor o sistema elétrico atingido pelo ciclone subtropical no último final de semana, principalmente em regiões da Ilha de Santa Catarina, parte insular de Florianópolis. Ainda restam cerca de 1.100 unidades consumidores sem luz.

Seguno a Divisão Técnica da Agência Regional Florianópolis, há cerca de 20 situações que exigem instalação de novos postes ou lançamento de cabos: "São situações mais complexas que demandam mais tempo de trabalho", diz o chefe da Divisão, engenheiro Adriano Luz. Também ainda há registros de 35 cabos partidos, 20 faltas de fase e 12 casos de árvores sobre a rede que podem ser resolvidos diretamente pelas equipes da Celesc. No momento o força tarefa está composta por 17 equipes com caminhões e 26 equipes de manutenção leve.

Segundo previsão da EPAGRI/CIRAM até sábado persiste risco de chuvas intensas, temporais isolados, descargas elétricas, ventania e formação de granizo, no Oeste e Norte do Estado, por influência de um cavalo (região atmosférica de convergência de ventos). Apesar disso, o CIRAM esclarece que não existe previsão de nova ocorrência do fenômeno que atingiu principalmente Florianópolis e região na madrugada do último domingo, 4 de dezembro.