Abraget consegue restabelecer liminar e térmicas tem prioridade na liquidação

Medida já é válida para a liquidação financeira que começou na segunda-feira, 7, e termina nesta terça-feira, 8 de março

A Associação Brasileira de Geradores Termelétricos conseguiu na Justiça restabelecer a liminar que garante às termelétricas prioridade no recebimento dos créditos na liquidação financeira. Segundo Xisto Vieira Filho, presidente da Abraget, a liminar, obtida na última sexta-feira, 4 de março, já é válida para a liquidação relativa ao mês de dezembro, que começou a ser realizada na segunda-feira, 7, e termina nesta terça-feira, 8 de março.

O executivo já havia dito à Agência CanalEnergia que as termelétricas estavam enfrentando graves problemas de caixa para comprar combustível e continuar gerando energia, visto que não estavam recebendo todos os créditos a que tinham direito depois que a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica conseguiu derrubar a primeira liminar obtida pela associação. Na última liquidação realizada, referente aos meses de outubro e novembro de 2015, a Abraget calcula que os geradores termelétricos deixaram de receber cerca de R$ 2 bilhões. Isso porque as liquidações de curto prazo tem tido grande inadimplência na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica devido a liminares relacionadas ao GSF. 

Para a liquidação que está acontecendo nesta semana, Vieira afirma não ter feito ainda os cálculos de quanto essas usinas tem a receber. A Abraget defende que as térmicas precisam receber a integralidade dos créditos porque, diferentemente dos demais agentes, elas usam os recursos para comprar combustível e continuar gerando energia para o sistema. O problema afeta as usinas que estão sem contrato com o ambiente regulado e que são chamadas a despachar, principalmente, fora da ordem de mérito.