Angra 3: Eletronuclear decide suspender contrato com a Andrade Gutierrez

Pedro José Figueiredo é eleito diretor presidente da empresa

O Conselho de Administração da Eletronuclear decidiu suspender pelo prazo de 90 dias o contrato firmado com a Construtora Andrade Gutierrez para a execução das obras civis e construção da usina de Angra 3. A suspensão pode ser prorrogada por até 120 dias. Segundo a empresa, a suspensão dos contratos não implica em qualquer deliberação ou anuência futura a respeitos dos referidos contratos. "É, tão somente, medida temporária que se justifica diante de situação excepcional", apontou a companhia, sem dar mais detalhes da decisão.

O Conselho da Eletronuclear ainda elegeu Pedro José Diniz Figueiredo como diretor-presidente da companhia e membro do conselho, em substituição ao ex-presidente Othon Luiz Pinheiro da Silva. O executivo ocupava o cargo de diretor de Operação e Comercialização e tinha sido designado interinamente para ocupar o cargo de diretor-presidente. Ele irá cumprir o prazo remanescente do mandato. José Carlos Cunha Bastos foi designado para substituí-lo na diretoria de Operação e Comercialização, também pelo prazo remanescente do mandato.