ONS eleva previsão de armazenamento no SE/CO com afluência acima da média em julho

Segundo operador, subsistema terá 35,8% da capacidade com vazão de 101% da MLT

O Operador Nacional do Sistema Elétrico traçou um cenário mais otimista para o mês de julho no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o mais importante do país, em termos de afluências e reservatórios. A expectativa de armazenamento foi elevada de 34,7% para 35,8% da capacidade dos reservatórios da região, de acordo com a revisão da Programa Mensal da Operação divulgada nesta sexta-feira, 3 de julho. A afluência esperada para região está acima da média histórica em 101% da Média de Longo Termo.

A região Sul deve apresentar afluência dentro da média histórica com armazenamento esperado de 75,1% no fim do mês. No Nordeste, a afluência esperada é de 51% da MLT com 22,1% de armazenamento. E no Norte, a expectativa é alcançar 77% da capacidade dos reservatórios com afluência de 86% da média. A região Nordeste é a única na qual há indicação de ocorrência de afluências significativamente abaixo da média.

O Custo Marginal de Operação médio para a semana operativa, que começa no próximo sábado, 4 de julho, caiu para R$ 315,48 por MWh, ante R$ 374,24/MWh na semana anterior, influenciado pela previsão de vazões. A expectativa é que a carga de julho caía 1,1% na comparação com igual período anterior. O despacho térmico deve ficar em 16.811 MW médios, sendo 11.443 MW médios por ordem de mérito e 5.247 MWmed por garantia energética.

Para checar a evolução do CMO e gerar gráficos com múltiplos parâmetros acesse o Monitor Energia disponível para assinantes do CanalEnergia Corporativo