MME determina Cemig como responsável por usinas que serão relicitadas

Prestação do serviço de geração começa dia 9 e vai até o novo dono assumir. RAGs de UHEs e PCHs somam mais de R$ 50 milhões

O Ministério de Minas e Energia designou em portaria publicada nesta segunda-feira, 1º de junho, a Cemig GT como responsável pela prestação do serviço de geração de energia elétrica das Hidrelétricas Cajurú, Camargos, Gafanhoto, Itutinga, Joasal, Marmelos, Martins, Paciência, Peti, Piau, Salto Grande, Três Marias e Tronqueiras, de modo a garantir a continuidade do serviço. Essas usinas não tiveram a concessão renovada dentro das regras da lei 12.783, e agora serão relicitadas. A prestação do serviço de geração começa no dia 9 de julho e vai até quando quem vencer o leilão dessas usinas assumir a gestão delas.
 
Os Custos da Gestão dos Ativos de Geração foram calculados com base na portaria 578/2012 e serão utilizados para a definição das respectivas Receitas Anuais de Geração. A RAG da UHE Três Marias será de R$ 23.160.268,95. A da UHE Cajurú será de R$ 1.095.704,08; a da UHE Camargo, de R$ 4.242.597,95 e a da UHE Itutinga, de R$ 4.934.081,77. Já a UHE Peti vai ter uma RAG de R$ 1.493.410,92 e a UHE Salto Grande, de R$ 9.106.479,17.
 
Entre as PCHs, a RAG da PCH Gafanhoto vai ser de R$ 1.785.270,00; a da PCH Joasal, de R$ 1.344.172,68 e a da PCH Marmelos, R$ 819.457,63. A PCH Martins vai ter RAG de R$ 999.157,52, a Paciência, de R$ 767.844,64; a PCH Piau, RAG de R$ 2.538.583,18 e a PCH Tronqueiras, receita anual de R$ 1.242.615,46.