Copel vai pedir à Aneel excludente por atraso em Colíder

Relatório preliminar da Agência indica atraso de 214 dias. Começo da operação deve ficar para abril de 2016

A Copel vai pleitear nos próximos dias junto a Agência Nacional de Energia Elétrica o reconhecimento do excludente de responsabilidade de 644 dias pelo atraso na implantação da UHE Colíder (MT – 300 MW). Em comunicado ao mercado, a Copel diz que a equipe técnica da agência reconheceu preliminarmente atraso de 214 dias, e que esse número ainda não foi homologado. Ela promete o início da operação comercial da usina para abril de 2016. O prazo inicial de entrada em operação era 30 de dezembro de 2014.

A empresa alega que desde janeiro vem honrando os contratos de comercialização, entregando a energia ao comprador. Os contratos somam 125 MW médios e ela vem se utilizando de energia disponível em outras usinas da sua carteira.