Copel reduz desligamentos na área rural com religadores automatizados

916 religadores automatizados foram instalados na rede elétrica e irão beneficiar cerca de 70 mil propriedades

A Copel acaba de concluir a primeira fase de implantação de uma nova tecnologia que será utilizada para reduzir os desligamentos em áreas rurais de todo o Estado do Paraná. Nesta primeira etapa, foram inseridos 916 religadores automatizados na rede elétrica, resultado de um investimento de R$12,5 milhões, que tem como estimativa beneficiar aproximadamente 70 mil propriedades rurais. O projeto faz parte do Programa Mais Clic Rural, maior programa já desenvolvido para expandir e modernizar a rede elétrica da área rural no Estado.

Os primeiros resultados com a operação dos religadores atendeu às expectativas da equipe que coordena a implantação de redes elétricas inteligentes pela distribuidora. Cada equipamento instalado evita em média, a cada mês, quatro desligamentos, como os causados por toque de galhos de árvores na fiação.

Além de garantir melhor infraestrutura para as atividades econômicas no campo, os religadores automatizados otimizam a prestação de serviços pelos eletricistas e técnicos da Copel, que agora só se deslocam em casos que exigem inspeção e manutenção mais complexas.

De acordo com o presidente da companhia, Antonio Sérgio Guetter, esta é uma das principais ações em curso para alimentar as áreas rurais com energia de qualidade equivalente à dos centros urbanos. “A instalação dos religadores automáticos é um marco no projeto de modernização das nossas redes e de preparação para o sistema elétrico do futuro, monitorado e controlado à distância”, afirmou Guetter.

A avaliação positiva sobre o desempenho dos equipamentos alimenta as perspectivas para as próximas etapas do projeto a serem efetuadas ainda este ano, com mais 200 religadores que estão sendo preparados para instalação, além do contrato assinado para aquisição de outras 1,4 mil unidades do equipamento.

Lançado em agosto de 2015, o Mais Clic Rural prevê um investimento total de R$ 500 milhões. Além da instalação dos religadores automatizados, estão em andamento a construção de novas redes e subestações para aprimorar o atendimento ao setor agropecuário. Com estas obras, a Copel estima alcançar uma melhoria de 20% no índice de continuidade do fornecimento.