Lucro Líquido da Energisa cresce 111,8% no terceiro trimestre

Segundo a companhia, o salto é efeito da redução de R$ 164,1 milhões no resultado financeiro

A Energisa reportou crescimento de 111,8% no lucro líquido do terceiro trimestre, para R$ 134,1 milhões. Segundo a companhia, o salto é efeito da redução de R$ 164,1 milhões no resultado financeiro. Com alta equivalente no acumulado do ano, a empresa soma lucro de R$ 340 milhões em 2017, explicado, além da queda do resultado financeiro, pelo aumento do ebtida.

O ebtida ajustado do grupo recuou 12,9% no trimestre para R$ 517,9 milhões, devido a efeitos não-recorrentes, como atualização do ativo financeiro indenizável da concessão. No ano, o ebtida ajustado cresce 6,1% para R$ 1,566 bilhão, com destaque para a melhoria da parcela B das distribuidoras.

A Energisa registrou receita operacional bruta de R$ 5,413 bilhões no terceiro trimestre, com alta de 19,7% sobre igual período anterior. A empresa tem no ano receita bruta de R$ 14,797 bilhões, com elevação de 11,1% sobre 2016.

A receita líquida do grupo, sem receita de construção, avançou 29,7% no trimestre, alcançando R$ 3,347 bilhões. No ano, a receita líquida chega a R$ 8,821 bilhões, com alta de 17,5% sobre 2016.

Os investimentos do grupo recuaram no trimestre 8,1% para R$ 467,7 milhões. Porém, no ano, os aportes subiram 24,3% para R$ 1,546 bilhão. O consumo consolidado, que inclui os mercados cativo e livre e o não faturado, cresceu 5,2% no terceiro trimestre. No ano, o crescimento acumulado é de 3,6%.

A dívida líquida do grupo totalizou R$ 6,137 bilhões no final de setembro, contra R$ 6,323 bilhões em junho deste ano. A relação dívida líquida por ebtida ajustado ficou em 2,9 vezes.